APP - Associação Portuguesa de Psicogerontologia

OFICINAS VIVER com VITAL_IDADE – UNIVERSIDADE ABERTA – AÇORES

A propósito do Ciclo de Oficinas VIVER com VITAL_IDADE, Coordenado pelo

Dr. Sandro Jorge
Coordenador do Centro Local de Aprendizagem da Madalena – Universidade Aberta


Avenida Machado Serpa
Estádio Municipal da Madalena
9950-321 Madalena do Pico – Açores
Telf: 300 020 162 | Telm: 91 534 90 20

Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/my/sjorge  
E-mail: cla.madalena@uab.pt 

Facebook: CLA Madalena 
Url: 
www.uab.pt 

Depoimento da Senhora Professora Fernanda Trancoso

Horta – Açores

“Terminado o Ciclo  de Oficinas, quero deixar desde já, as minhas felicitações a todos os envolvidos na organização, pela  diversidade e pertinência   das temáticas , bem como  pelos convidados que  connosco partilharam  os seus saberes e dos quais colhemos interessantes  ensinamentos.

Em geral as Sessões “souberam-me  a pouco”, reconheço no entanto que seria pedir demais aos palestrantes que nos dispensassem mais tempo.

Foi a primeira vez que participei neste sistema online e tive dificuldades.

Por via da minha deficiência visual que me impede de ler letra de tamanho normal, ícones pequenos, etc., , acabei por ser mais uma mera expectadora do que participante, agradeço a ajuda que o Dr. Sandro e a Dra. Sónia do Peso da Régua me dispensaram, acabei por ficar um pouco frustrada mas tenho que aceitar estas limitações sem desistir porque não sou pessoa para esse tipo de atitude.

As minhas  experiências como Professora da Universidade Sénior da Ilha do Faial  – Unisénior  vão de encontro a muito do que foi dito ao longo destas Sessões.

Fui Professora  de Matemática do Ensino Secundário durante 36 anos, aposentei-me em 2008 e nesse mesmo ano ingressei na Unisénior a convite da Comissão Instaladora da recém criada Instituição para lecionar Yoga , uma prática que eu abracei há longos anos,  que tantos benefícios espirituais e físicos  me trouxe e que até hoje mantenho como prioridade.

Tenho tido o gosto de partilhar esta Ciência ancestral  com um vasto grupo de pessoas, na quase totalidade senhoras . O retorno tem sido muito gratificante, o bem estar é evidente, temos aprendido a respirar, a relaxar corpo e mente.

Várias pessoas me perguntavam porque eu não lecionava Matemática, já que essa era a minha formação de base e  essa ideia nem  me tinha ocorrido pois pensava que tal não seria viável atendendo à diversidade de graus de estudo das pessoas que frequentam a Unisénior, desde a antiga 4ª classe até emsiano superior, sendo que prevalecia o antigo 7º ano ou o magistério primário.

Depois pensei- e porque não ?

Encarei o desafio com entusiasmo, deu-me muito trabalho e fiz uma proposta de Aplicação da   Matemática  na Vida  que foi muito bem aceite e acabou por ser também um desafio para quem a frequentou.

Foi uma época deveras interessante.

Durante sete anos lecionei esta disciplina, mas tive que deixar de o fazer por razões obvias .

Quero deixar um Abraço a todos, em particular à Dra. Mª João Qintela que tive o prazer de conhecer pessoalmente aqui na Horta e dizer do gosto de ver mais de perto  o Grande Ator Rui de Carvalho que muito admiro.

Deixo em anexo uma “brincadeira” e gostaria, se assim o entender, que partilhasse este meu testemunho pois  é um gosto para mim, fazer parte desta família que continua a amar a vida e a aprender até … sempre.

Um grande Abraço e o meu obrigada,

Fernanda Trancoso”