APP - Associação Portuguesa de Psicogerontologia

DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS IDOSAS das NAÇÕES UNIDAS 2021- 1 de outubro – “EQUIDADE DIGITAL para TODAS as IDADES”

“O tema do Dia Internacional das Pessoas Idosas das Nações Unidas 2021, “Equidade Digital para Todas as Idades”, prevê a necessidade de acesso e participação significativa no mundo digital pelas pessoas idosas.

A quarta revolução industrial caracterizada pela rápida inovação digital, caracterizada pelo crescimento exponencial, transformou todos os setores da sociedade, incluindo a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos uns com os outros. Os avanços tecnológicos oferecem grande esperança para acelerar o progresso em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No entanto, metade da população global está offline, com as diferenças mais marcantes refletidas entre a maioria dos países desenvolvidos e os menos desenvolvidos (87% e 19%, respectivamente) (ITU Facts and Figures 2020). Relatórios recentes da União Internacional de Telecomunicações (UIT) indicam que as mulheres e os idosos vivenciam a desigualdade digital em maior grau do que outros grupos da sociedade; ou não têm acesso às tecnologias ou muitas vezes não beneficiam plenamente das oportunidades proporcionadas pelo progresso tecnológico.

Enquanto isso, à medida que estão em andamento esforços para conectar mais pessoas, novos riscos tornaram-se aparentes. Por exemplo, os crimes cibernéticos e a desinformação ameaçam os direitos humanos, a privacidade e a segurança dos idosos. A rápida velocidade de adoção da tecnologia digital ultrapassou a política e a governança nos níveis nacional, regional e global. O Roteiro do Secretário-Geral busca enfrentar esses desafios, recomendando ações concretas para aproveitar o melhor dessas tecnologias e mitigar seus riscos.

Objetivos do # UNIDOP2021:
Idadismo e direitos humanos - 
Consciencializar sobre a importância da inclusão digital dos mais velhos, combatendo estereótipos, preconceitos e discriminações associadas à digitalização, levando em consideração as normas socioculturais e o direito à autonomia.
Desenvolvimento sustentável-
Promover políticas para alavancar as tecnologias digitais para a plena realização dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS).
Acesso e alfabetização-
Para responder aos interesses públicos e privados, nas áreas da disponibilidade, conectividade, design, acessibilidade, capacitação, infraestrutura e inovação.
Cibersegurança e ética-
Explorar o papel das políticas e estruturas jurídicas para garantir a privacidade e a segurança dos idosos no mundo digital.
Avaliação - 
Destacar a necessidade de um instrumento legalmente vinculante sobre os direitos das pessoas idosas e de uma abordagem intersetorial dos direitos humanos centrada na pessoa para uma sociedade para todas as idades.