APP - Associação Portuguesa de Psicogerontologia

Coimbra-Cruz Vermelha reforça apoio a idosos carenciados

29.12.10 · NOTÍCIAS


Donativos da iniciativa “Causa Maior” vão contribuir para actividades de saúde junto de idosos.

 

Em três anos, a Cruz Vermelha Portuguesa já recebeu mais de um milhão de euros de fundos angariados pelos portugueses através da iniciativa de responsabilidade social “Causa Maior”, promovida pelos hipermercados Modelo, através da venda de produtos da Popota (livro, caderneta, etc.). A delegação de Coimbra da Cruz Vermelha tem sido uma das contempladas com as verbas recolhidas nesta campanha de apoio à população sénior. O seu presidente, Armando Gonsalves, confia mais uma vez na solidariedade da população e, com a verba que for atribuída à instituição, espera poder reforçar os projectos em prol dos idosos mais necessitados, com destaque para um novo acordo com a Casa dos Pobres.
Armando Gonsalves salienta este acordo que a delegação pretende estabelecer no próximo mês de Janeiro com a Casa dos Pobres de Coimbra, explicando que tem em vista a realização de dois rastreios anuais aos utentes da casa e, mediante os resultados, a realização de consultas de medicina geral e familiar e de cardiologia aos idosos que apresentem dois ou mais factores de risco para a doença cardiovascular (angina de peito, enfarte do miocárdio e acidente vascular cerebral).
«Dessas consultas resultarão acções de medicina preventiva e de terapêutica cardiovascular, orientando os doentes que necessitem para os respectivos médicos de família», acrescenta o cardiologista, notando que, para levar a efeito este projecto «serão necessários, além das ajudas técnicas que temos obtido através da “Causa Maior” desde 2008 – camas articuladas, cadeiras de rosas, andarilhos e canadianas -, aparelhos para medição da tensão arterial, aparelhos e reagentes para determinar o valor da glicemia e do colesterol». Os materiais de que a Cruz Vermelha dispõe «não são suficientes para mais esta importante acção de apoio aos idosos».

Cadeiras de rodas  muito solicitadas
De acordo com o presidente da Delegação, a Cruz Vermelha de Coimbra não foi contemplada com qualquer apoio da “Causa Maior” em 2007, mas em 2008 recebeu 12 cadeiras de rodas, 10 pares de canadianas e duas camas articuladas, em 2009 foram atribuídas sete camas articuladas com grades laterais e sete colchões e, já este ano, mais 10 camas articuladas e 12 colchões.
Este equipamento, oferecido no âmbito da iniciativa dos hipermercados Modelo, é usado pela delegação sob a forma de empréstimo para acções de apoio aos idosos e deficientes. «Temos ainda disponíveis algumas camas e colchões, pelo que o pedido para 2011 vai ser essencialmente de cadeiras de rodas, cujas solicitações são muitas e que também terão de ter em conta a população sénior utente da Casa dos Pobres de Coimbra», declara Armando Gonsalves.

Vendas da Popota revertem para delegações de todo o país

Na sua quarta edição, a iniciativa “Causa Maior” visa proporcionar uma melhor qualidade de vida à comunidade sénior, através do apoio à acção social desenvolvida pelas delegações da Cruz Vermelha Portuguesa espalhadas pelas localidades onde existe um hipermercado Modelo. Todos os anos, pelo natal, os hipermercados colocam à venda um produto “Popota” e um euro do seu valor total reverte para a iniciativa. Em Janeiro seguinte é feita a soma do valor angariado e a posterior divisão pelas delegações da Cruz Vermelha, que, assim, adquirem bens, equipamentos e serviços necessários aos seus projectos locais com idosos.